Grade curricular

DISCIPLINA

DOCENTE

Análise e Representação da Informação Documentária e a Pesquisa em Acervos Literários
(Disciplina optativa – 4 créditos)
Princípios teóricos e metodológicos para a elaboração e uso de instrumentos terminológicos, tais como o vocabulário controlado, no contexto da representação e da recuperação da informação. Critérios de análise do potencial informativo dos documentos. Natureza dos documentos, sua categorização, sua representação e o estabelecimento de pontos de acesso.
Ana Lígia Silva Medeiros;
Eliane Vasconcellos Leitão
Arquivos e Bibliotecas em Ambiente Digital
(Disciplina optativa – 4 créditos)
Aborda o impacto da tecnologia da informação e comunicação nas instituições produtoras e de guarda de documentos. Examina o conceito e as funções de repositórios digitais arquivísticos e bibliográficos. Expõe os conceitos de documento, informação, documento arquivístico, documento arquivístico digital, bem como o de curadoria digital. Analisa a importância do conceito de autenticidade no ambiente digital. Discorre sobre acessibilidade e usabilidade. Estuda a ampla divulgação possibilitada pela internet e pelas redes sociais, que geram novas demandas, novos usuários e novas possibilidades de pesquisa. Estuda a importância da produção intelectual das instituições e as formas de divulgação por meio dos protocolos de acesso aberto. Apresenta os principais projetos desenvolvidos na área no Brasil.
Luis Fernando Sayão;
Margareth da Silva
Arquivos e Sociedade
(Disciplina optativa – 4 créditos)
Patrimônio arquivístico como mecanismo de identificação e memória da sociedade, em suas dimensões públicas e privadas. Os aspectos epistemológicos e as funções sociais dos arquivos. Metodologias, métodos e processos que visam a organização e descrição dos acervos documentais de valor histórico, cultural, científico e informativo. Processos de organização e descrição dos arquivos sob a perspectiva do exercício da cidadania e de sua ampla utilização pela sociedade, privilegiando o acesso, o uso e os usuários da informação e dos acervos. Mecanismos de identificação e aproximação entre os arquivos e a sociedade, com ênfase na utilização dos acervos nas exposições, tais como: o planejamento, a conceituação, o conceito do material de divulgação, e demais atividades.
Ana Célia Rodrigues;
Lucia Maria Velloso de Oliveira (2016.1)
José Maria Jardim
Lucia Maria Velloso de Oliveira (2018.2)
Comunicação e Educação em Diálogo com o Patrimônio
(Disciplina optativa – 4 créditos)
Cultura, memória, patrimônio, museu, museologia, comunicação e educação: conceitos teóricos de educação e comunicação em interface com o patrimônio. Desenvolvimento da relação entre a educação e o museu: história. Análise das práticas comunicacionais e educativas: museu/escola; museu/comunidade; museu/movimentos sociais; museu/público interno; recepção e estudos de público. Avaliação e pesquisa. Análise e reflexão do papel educacional dos espaços museológicos: expectativas, desafios e caminhos. A especificidade do trabalho em casas históricas. Diálogo com os acervos: biográfico, museológicos, paisagístico e arquitetônico. Plano educacional: elaboração, eixos de atuação e linhas de pesquisa.
Aparecida Marina de Souza Rangel
Conservação e Gerenciamento de Coleções de Obras Raras
(Disciplina optativa – 4 créditos)
Conservação de livros raros no Brasil: panorama histórico. História da encadernação, história da conservação-restauração, materiais e técnicas empregadas, elementos estruturais das encadernações, critérios de intervenções e ética profissional.
Edmar Moraes Gonçalves;
Maria Luisa Ramos de Oliveira Soares
Conservação Preventiva: a Interface entre Edifícios e Coleções
(Disciplina optativa – 4 créditos)
Aborda relações existentes entre os acervos móveis, os edifícios que os abrigam e os sítios onde estes se localizam, compreendidos como conjuntos sistêmicos, nos quais a ação pontual pode comprometer sua preservação. São objetos de estudo os museus e suas reservas técnicas, e, também, os arquivos, bibliotecas e centros de documentação com seus depósitos e áreas de guarda. Conservação preventiva como estratégia de gestão da preservação: técnicas e conceitos.
Claudia Suely Rodrigues de Carvalho
Estado e Cidadania
(Disciplina optativa – 4 créditos)
A disciplina Estado e Cidadania introduzirá os temas básicos da ciência política em suas relações com a cidadania, buscando alargar o escopo entre direitos do cidadão e direitos humanos e seus efeitos nos processos sociais e na constituição de novos sujeitos jurídicos, em especial aqueles que digam respeito à difusão, acesso, uso e apropriação do patrimônio documental, material e imaterial, e sua evolução no Brasil, inserindo-os em uma ampla discussão sobre os fundamentos da cidadania, da garantia das identidades culturais e da proteção aos direitos e organização dos fluxos culturais e simbólicos. Semelhantes questões, dentre outras, obedecerão a um tratamento conceitual e as conjunturas políticas e sociais do Brasil e do mundo em uma perspectiva histórico-jurídica. Daí a ênfase simultânea no embate entre diferentes valores e costumes “locais” e uma cultura global, os direitos humanos num contexto de globalização, de fragmentação cultural e de políticas de identidades (universalismo, relativismo cultural, multiculturalismo, interculturalismo e diversidade cultural), as contradições entre uma política da diferença e uma política da igualdade (grupos identitários, minorias e políticas afirmativas) e a inserção jurídico-política dos direitos e da cidadania na ordem democrática de 1988 e seu impacto nas políticas públicas.
Charles Matheus Pontes Gomes;
Fabio José Kerche Nunes
Fontes Seriais e Bancos de Dados para o Estudo da Escravidão e do Pós-Abolição: Fontes Cartorárias, Eclesiásticas e Computação
(Disciplina optativa – 4 créditos)
A disciplina tem por objetivo oferecer aos alunos uma imersão no trato de fontes seriais (cartorárias e eclesiásticas, mas não apenas), visando prover-lhes de metodologias específicas para localização, levantamento, digitalização e montagem de bancos de dados com o material recolhido. Tal procedimento deverá, portanto, ser complementado com o ensino dos fundamentos de softwares específicos, como o Statistical Package of Social Science. Ao final do curso, os discentes devem estar preparados para oferecer seus conhecimentos ao mercado, sobretudo aquele representado por pesquisadores de ciências humanas.
Não realizada
Gestão Museológica
(Disciplina optativa – 4 créditos)
A formação do gestor. O papel do gestor para a realização da missão institucional. Legislação e regulamentos afetos à gestão museológica. O Estatuto dos Museus e o Plano Museológico. O gerenciamento de pessoal: formação e coordenação da equipe museológica, os estagiários, bolsistas e voluntários. O gerenciamento do acervo museológico: tratamento da documentação, conservação dos acervos, medidas de segurança e políticas de doação, aquisição, baixas e empréstimos. Gerenciamento da pesquisa: pesquisa do acervo e produção de conhecimento. Gerenciamento da comunicação: museografia, exposição, interpretação e educação, visibilidade do museu e marketing. Gerenciamento da visitação: serviços ao público, benefícios ao usuário, acessibilidade, consulta ao público e integração com a comunidade. Os novos públicos e a demanda social. Gerenciamento de patrimônio e instalações. Gerenciamento financeiro: planejamento, orçamento, projetos e contratações. As redes de museus. Agências de fomento e patrocínios, os ingressos, as lojinhas, cafeterias e restaurantes. As Associações de Amigos. Discussões sobre a estrutura organizacional dos museus brasileiros, os nacionais e os pequenos museus, em especial os museus casas. Reflexões sobre a relação entre ética e gestão museológica, a responsabilidade pública do gestor e os museus como agentes de desenvolvimento social.
Aparecida Marina de Souza Rangel
Imprensa, Cultura Escrita e Práticas de Comunicação
(Disciplina optativa – 4 créditos)
Aspectos teóricos e práticos das formas de produção, circulação e recepção da cultura escrita. Lugar dos livros e da leitura. Periódicos como objeto e fonte de pesquisa histórica. Imprensa e projetos políticos. Literatura e imprensa.
Isabel Idelzuite Lustosa da Costa
Memória, Identidades e Poder
(Disciplina optativa – 4 créditos)
Memória: processo de reconstrução e ressignificação de informações e experiências de vida. Lembrança e esquecimento na construção da memória (social e coletiva). Memória, relações de poder e produção de verdades. Memória e política: multiplicidade de memórias e identidades em disputa. Pluralidade de leituras e sentidos: refazer, reconstruir, repensar fatos e experiências do passado, com imagens e ideias de hoje. Papel da memória como fator transformador das relações sociais. Produção de memória política de minorias sociais e culturais e sua relação com a cidadania. Relação entre políticas públicas de cultura e políticas de memória. Conceitos de biopoder e biopolítica.
Nádia Maria Weber Santos
Memória, História e Patrimônio
(Disciplina optativa – 4 créditos)
Entendendo os termos: a memória como fenômeno social, a história como forma de conhecimento, o patrimônio como prática institucional e social. As problemáticas da memória social, dos lugares de memória e da memória coletiva. A multiplicidade das definições e usos das definições conceituais de patrimônio. Aspectos históricos e legais da proteção do patrimônio no Brasil. Conflitos em torno da noção de patrimônio. Relações entre acervo, memória e patrimônio. Patrimônio cultural material e imaterial.
Ana Maria Pessoa dos Santos;
Marcos Guedes Veneu (2017.2)
Ana Maria Pessoa dos Santos; Antonio Herculano Lopes; Marcos Guedes Veneu (2020.2)
Metodologias de Pesquisa
(Disciplina obrigatória – 6 créditos)
Pesquisa e método. O papel dos procedimentos, das técnicas e dos instrumentos na metodologia. Pesquisa e produção de conhecimento. Construção científica do objeto de pesquisa e relações com ideologia e senso comum (doxa). Discurso e trabalho científico. Estratégias metodológicas. Discussão de questões de metodologia nas propostas iniciais de pesquisa dos mestrandos. Pesquisa em obras de referência, em documentos e fontes primárias em geral.
Antonio Herculano Lopes; Euclides Mauricio Siqueira de Souza; Laura Aparecida Ferreira do Carmo; Soraia Farias Reolon (2016.1)
Laura Aparecida Ferreira do Carmo (2017.1)
Laura Aparecida Ferreira do Carmo; Soraia Farias Reolon (2018.1)
Laura Aparecida Ferreira do Carmo; Sandra Rebelo; Soraia Farias Reolon (2019.1)
Laura Aparecida Ferreira do Carmo; Maria de Fátima Moreira Martins Correa; Soraia Farias Reolon (2020.1)
Museu Casa: Musealização da Vida Privada
(Disciplina optativa – 4 créditos)
Casas históricas em museus casa: funcionamento e gestão. Intervenção museológica. Metodologias específicas para o estudo do espaço e de coleções enquanto lugares de memória, conservação preventiva, restauração e segurança. Políticas pedagógicas. Exposições temporárias. Serviços, financiamento e sustentabilidade desses espaços em sua diversidade tipológica.
Ana Maria Pessoa dos Santos; Aparecida Marina de Souza Rangel;
Jurema da Costa Seckler;
Marcos Guedes Veneu
O Nacional, o Moderno e o Popular no Brasil e em Perspectiva Comparada
(Disciplina optativa – 4 créditos)
A historicidade dos conceitos de nacional, moderno e popular, seus contornos, limites e formas de circulação. Diferentes produções intelectuais e artísticas. Construções énicas e/ou identitárias, linguagens e atores sociais. Aspectos teóricos que envolvem práticas de leitura e formas de mediação cultural.
Antonio Herculano Lopes
Oficina de História Oral
(Disciplina optativa – 4 créditos)
Possibilidades de aplicação da história oral. Procedimentos teóricos e metodológicos no uso da história oral. Preparação e realização de entrevistas gravadas. Técnicas de transcrição e edição. Reflexão sobre a produção do documento. Especificidades do trabalho com documentos sonoros. Debates sobre a construção, conservação e disponibilização de arquivos sonoros. Aspectos técnicos e éticos.
Joëlle Rachel Rouchou;
Lia Calabre de Azevedo
O Paradigma Cultural Hoje
(Disciplina optativa – 4 créditos)
A pós-modernidade e a contemporaneidade: os sujeitos sociais. As transições de um paradigma político para um paradigma econômico e social servirão para fundamentar a hegemonia de um paradigma cultural no capitalismo cognitivo e das redes. Nesse contexto, as relações entre sujeitos pessoais, sociais e culturais serão articuladas ao conceito de multidão e à realização da política pela cultura.
Eula Dantas Taveira Cabral
Políticas Culturais: Textos e Contextos
(Disciplina optativa – 4 créditos)
Políticas culturais e políticas públicas: conceitos e contextos. Análise histórica das políticas culturais. Implicação de fatores sociais, políticos, econômicos e institucionais nas políticas culturais. Políticas setoriais: tipologias. Políticas e práticas culturais na contemporaneidade.
Lia Calabre de Azevedo
Seminário de Projeto de Pesquisa
(Disciplina Obrigatória – 6 créditos)
O objetivo é reunir anualmente os mestrandos em fase de elaboração de seus projetos de qualificação e de trabalhos de conclusão de curso, de modo a criar um espaço de intercâmbios e críticas mútuas que contribuam para o aperfeiçoamento dos respectivos trabalhos e projetos.
Christian Edward Cyril Lynch; Claudia Suely Rodrigues de Carvalho (2016.1)
Christian Edward Cyril Lynch (2017.1)
Antônio Herculano Lopes (2018.1)
Fabio José Kerche Nunes (2019.1)
Eula Dantas Taveira Cabral (2020.1)
Tópicos especiais
(Disciplina optativa – 4 créditos)
Tem por objeto analisar as formas de construção do campo relacionado a memória e acervos, partindo de escopo conceitual amplo a partir do qual se constrói o conhecimento nessas áreas e discutindo as questões que o informam.
Christian Edward Cyril Lynch; José Almino de Alencar e Silva Neto (2016.2: Interpretações do Brasil)
José Maria Jardim (2019.2: Governança Arquivística)
Claudia Suely Rodrigues de Carvalho (2020.1: Acervos na Casa de Rui Barbosa: Um Panorama das Ações de Preservação)